25 de fevereiro de 2010

Novas estradas
























São 4h10 em Bogotá. Minhas malas estão na porta do hotel esperando o ônibus para seguirmos rumo à Venezuela. Aqui deixei todas as minhas canetas coloridas, pois meu estojo se foi junto com meu pen drive. Perdi esta parte da bagagem. Procurei em vários pontos e não encontrei. A partir de hoje vou ter que recorrer a novas canetas para escrever sobre as novas descobertas. Quais paisagens virão agora? Tão bom não saber e saber que vão desabrochar! Meu culto à janela do ônibus continua. Minha filmadora e minha cadernetinha sabem como se relacionar com o caminho. Meus pés apontam para frente e pedem versos. Eu os levo, eles me levam. Seguimos.

Um comentário:

  1. Maria Zelia Carneiro25 de fevereiro de 2010 15:59

    Saroca! meu colega Jacks Leandro, que tambem é aluno do curso de geografia da UNEB Serrinha, quer saber se você vai se encontrar com Hugo Chaves?
    Oh! como é que foi perder o seu pendryve? é covardia! e ainda fica sem a câmara! fotografica? providencie outra urgente!Mas, gostaria aqui de lhe dar uma sugestão para o seu retorno em Feira de Santana! deve fazer uma audiência pública para relatar tão importante expedição! dar entrevista em todas as rádios, no programade Tanurio Brito, Diton Coutinho, e emfim publicisar o máximo pssivel essa experiência.
    Um grande abraço!
    Zelia

    ResponderExcluir